Skip to content

O Novo Ubuntu Edgy: 3o Dia.

4 novembro 2006

Esse terceiro dia usando o Edgy foi bem proveitoso, criei 2 máquinas virtuais para executar algumas coisas que eu venha a precisar no Windows e instalei alguns programas e um HD, aqui vai a descrição disso tudo:

1. Criar máquinas virtuais com o vmware é fácil e rápido, com uma máquina com XP já instalado, apenas copiei a pasta e fiz um clone, agora tenho uma máquina virtual para cada tarefa que eu venha precisar, sem modificar o sistema, que por sinal é facílimo de ser corrompido.

Explico: Sou programador VB e numa máquina virtual instalei somente os softwares que preciso para desenvolver nessa plataforma, nada mais foi instalado, o que me deixa com um Windows sempre funcionando bem, já que nada é instalado nele. Já na outra máquina virtual posso instalar outros programas sem interferir na outra que não pode ser corrompida.

Fora o Vb que tenho que executar no Windows, tive que usar outro aplicativo winonly esses dias, o dvdshrink, para copiar um dvd. É triste, mas, se tratando dessa operação não vi ainda um programa para Linux ser tão rápido e simples. Testei o mais famoso do linux (K9copy), ele faz direitinho o que promete, mas é bem demorado. Testei também outros, até em linha de comando, que por sinal chegaram perto da velocidade do dvdshrink, mas pela falta de uma interface gráfica dificulta um pouco naquelas horas em que você tem que correr para fazer as coisas.

Realmente peço, que se alguém conseguir fazer com outros programas para Linux o que o dvdshrink faz (e rápido e eficiente quanto), me mande um e-mail por favor, pois estou precisando.

2. Instalei o Mysql no Edgy, pra variar muito fácil:

sudo apt-get install mysql-server-5.0 kmysqladmin


ele irá instalar o Mysql5 e então uso o kmysqladmin como ferramenta para administrar o banco. simples e eficiente, demorou mesmo só o tempo de download (20min), o resto ele instalou automaticamente. Vale lembrar que se você baixa r os arquivos .deb e gravá-los num cd ou dvd, a instalação mais tarde desses aplicativos não demora tanto quanto no apt-get, pois o apt busca a versão mais atual e tem que fazer o download (que para algumas pessoas que não tem internet rápida é um sacrifício).

* Os arquivos .deb (arquivos de instalação dos programas do ubuntu) baixados pelo apt-get ficam arquivados em /var/cache/apt/archives.

** Para instalar um arquivo .deb posteriormente é só dar 2 cliques e escolher a opção instalar, ou simplesmente no terminal digite

sudo dpkg -i arquivo_a_ser_instalado.deb


3. Instalando outro HD

Instalei outro hd na minha máquina e pra minha surpresa, entro no linux e nada é detectado, infelizmente ainda falta no sistema uma função que detecte e monte automaticamente as partições em casos como esse. Repito novamente, se alguém souber como fazer o que fiz aqui de uma forma mais fácil por favor me corrija.

Procedimentos então para fazer o outro HD “funcionar”:

Primeiro entre no terminal e veja se seu HD está detectado pelo sistema:

sudo fdisk -l

A saída desse comando me retornou isso:

Disco /dev/hda: 80.0 GB, 80026361856 bytes
255 cabeças, 63 setores/trilha, 9729 cilindros
Unidades = cilindros de 16065 * 512 = 8225280 bytes

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema

–CORTA–

Disco /dev/hdb: 80.0 GB, 80060424192 bytes
255 cabeças, 63 setores/trilha, 9733 cilindros
Unidades = cilindros de 16065 * 512 = 8225280 bytes

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema

/dev/hdb1 * 1 8924 71681998+ c W95 FAT32 (LBA)
/dev/hdb2 8925 9733 6498292+ b W95 FAT32

Em negrito as informações das partições já existentes no HD que foi recém-instalado.

Agora vou entrar em /media e criar os seguintes diretórios para montar minhas novas partições:

sudo mkdir /media/hdb1

e

sudo mkdir /media/hdb2

Partições criadas agora vou informar ao sistema para que ele monte-as automaticamente.

sudo gedit /etc/fstab

adiciono então no fim do arquivo essas duas linhas:

/dev/hdb1 /media/hdb1 vfat defaults,utf8,umask=007,gid=46 0 1
/dev/hdb2 /media/hdb2 vfat defaults,utf8,umask=007,gid=46 0 1

Salvo e peço ao sistema para reler o arquivo fstab com o comando

sudo mount -a

Agora, o sistema irá montar automaticamente essas partições ao ser iniciado, para ver o conteúdo das partições abra o Nautilus nas pastas /media/hdb1 e /media/hdb2

Abraços!

powered by performancing firefox

From → Linux

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: